5 de outubro de 2011

Portões do Paraíso

Ao chegar no céu, Steve Jobs foi recepcionado por São Pedro, que lhe deu as boas vindas e disse que o recém-chegado iria adorar tudo aquilo. Tudo era funcional e intuitivo, e o visual do Paraíso era basicamente branco e com um aspecto bem clean, como Jobs reparou imediatamente, com um sorriso no rosto.

Mesmo assim, Steve Jobs quis saber o motivo de estar no paraíso. Era um velho hábito dele: desde criança, sempre quis saber como as coisas funcionavam e o porque de tudo.

Foi quando São Pedro explicou que, mais que suas invenções e criações, o que fez Steve Jobs ir ao paraíso foram suas atitudes. Mesmo com fortunas no bolso, nunca deixou de se preocupar com o meio ambiente, e a ética e elegância com que tratava tanto seus concorrentes como seus clientes.

Sem saber ao certo o que dizer, Steve Jobs, apenas sorriu e agradeceu. São Pedro sorriu de volta e abriu os portões do Paraíso. Mas, assim que ele caminhou dois metros, São Pedro o chamou.

- Na verdade, nós que agradecemos.

- Por quê?, perguntou Jobs, dando meia-volta.

- Graças a você, as pessoas se convenceram de que uma maçã poderia ser muito mais que o fruto do pecado, respondeu São Pedro

Em sua mão, um iPad.

Steve Jobs sorriu e caminhou para dentro do Paraíso.

Em paz. Como sempre viveu.


(Steve Jobs - 1955-2011)

8 leitores:

Elise disse...

Bela crônica. Bela analogia.

Bela homenagem.

=)

Lilian disse...

Adorei. É bem isso mesmo.

Michele disse...

que lindo, Rob! adorei!

Nelson disse...

Fenomenal.

Hally disse...

Lindo, Rob. Lindo.

IsabelVeronica disse...

Agora sim, uma homenagem de verdade!

Adorei!

Silvia - Faça a sua parte disse...

Ui, arrepiei.

disse...

Siga fazendo coisas incriveis aí no "andar de cima",muita luz, mas não deixe de nos enviar os resultados por e-mail.

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates